Assembleias Gerais da AIC

De acordo com os estatutos, tiveram lugar as seguintes Assembleias Gerais da AIC:

Acta nº 1 – 1ª Assembleia Geral: Aos 16 de Julho de 1993, pelas 14h30, a Comissão Organizadora, no Centro Pastoral Paulo VI, em Fátima.

Acta nº 2 – 2ª Assembleia Geral: Aos 26 de Fevereiro de 1994, pelas 10h00, a Direcção Provisória, no Centro Pastoral Paulo VI, em Fátima.

Acta nº 3 – 3ª Assembleia Geral: Aos 28 de Abril de 1995, pelas 11h00, na Casa dos Silenciosos Operários da Cruz, em Fátima.

Acta nº 4 – 4ª Assembleia Geral: Aos 19 de Abril de 1996, pelas 14h00, na Casa de Nossa Senhora do Carmo, em Fátima.

Acta nº 5 – 5ª Assembleia Geral: Aos 09 de Novembro de 1996, em Viseu.

Acta nº 6 – 6ª Assembleia Geral: Aos 14 de Março de 1997, pelas 13h30, na Casa de Nossa Senhora do Carmo, em Fátima.

Acta nº 7 – 7ª Assembleia Geral: Aos 14 de Fevereiro de 1998, na Casa de Nossa Senhora do Carmo, em Fátima.

Acta nº 8 – 8ª Assembleia Geral: Aos 19 de Fevereiro de 1999, na Casa de Nossa Senhora do Carmo, em Fátima.

Acta nº 9 – 9ª Assembleia Geral: Aos 24 de Março de 2000, na Casa de Nossa Senhora do Carmo, em Fátima.

Acta nº 10 – 10ª Assembleia Geral: Aos 02 de Março de 2001, pelas 14h00, na Casa de Nossa Senhora do Carmo, em Fátima.

Acta nº 11 – 11ª Assembleia Geral: Aos 15 de Março de 2002, pelas 09h30, na Casa de Nossa Senhora do Carmo, em Fátima.

Acta nº 12 – 12ª Assembleia Geral: Aos 21 de Março de 2003, na Casa de Nossa Senhora do Carmo, em Fátima.

Acta nº 13 – 13ª Assembleia Geral: Aos 19 de Fevereiro de 2004, pelas 14h30, na Casa de Nossa Senhora do Carmo, em Fátima.

Acta nº 14 – 14ª Assembleia Geral: Aos 04 de Março de 2005, pelas 10h00, na Casa de Nossa Senhora do Carmo, em Fátima.

Acta nº 15 – 15ª Assembleia Geral: Aos 25 de Março de 2006, Pelas 09H00, no Centro Diocesano de Espiritualidade do Imaculado Coração de Maria, na Vila de Turcifal, Concelho de Torres Vedras .

Acta nº 16 – 16ª Assembleia Geral: Aos 30 de Março de 2007, pelas 10H00, na Casa de Nossa Senhora do Carmo, em Fátima.

Acta nº 17 – 17ª Assembleia Geral: Aos 04 de Abril de 2008, pelas 10H00, na Casa de Nossa Senhora do Carmo, em Fátima.

Acta nº 18 – 18ª Assembleia Geral: Aos 13 de Março de 2009, pelas 09H30, na Casa de Nossa Senhora do Carmo, em Fátima.

Acta nº 19 – 19ª Assembleia Geral: Aos 22 de Janeiro de 2010, pelas 11H30, na Casa de Nossa Senhora das Dores, em Fátima.

Acta nº 20 – 20ª Assembleia Geral: Aos 11 de Fevereiro de 2011, pelas 09H30, na Casa de Nossa Senhora das Dores, em Fátima.

Acta nº 21 – 21ª Assembleia Geral: Aos 02 de Março de 2012, pelas 09H30, na Casa de Nossa Senhora do Carmo, em Fátima.

Acta nº 22 – 22ª Assembleia Geral: Aos 08 de Março de 2013, pelas 09H30, na Casa de Nossa Senhora do Carmo, em Fátima.

Acta nº 23 – 23ª Assembleia Geral: Aos 14 de Fevereiro de 2014, pelas 09h30 na Casa de Nossa Senhora do Carmo, em Fátima.

Acta nº 24 – 24ª Assembleia Geral: Aos 27 de Fevereiro de 2015, pelas 09h30 na Casa de Nossa Senhora do Carmo, em Fátima.

Acta nº 25 – 25ª Assembleia Geral: Aos 26 de Fevereiro de 2016, pelas 09h30 na Casa de Nossa Senhora do Carmo, em Fátima.

Acta nº 26 – 26ª Assembleia Geral: Aos 17 de Fevereiro de 2017, pelas 09h30 na Casa de Nossa Senhora do Carmo, em Fátima.

Acta nº 27 – 27ª Assembleia Geral: Aos 02 de março de 2018, pelas 09h30 na Casa de Nossa Senhora do Carmo, em Fátima.

Acta nº 28 – 28ª Assembleia Geral: Aos 29 de março de 2019, pelas 09h30 no Hotel Pax/Consolata, em Fátima.

Obrigações decorrentes da Lei de Imprensa – ERC

Caro Associado, Informamos que, de acordo com a legislação da Imprensa, é obrigatório:

 (Lei 2/99 de 13Jan, rectificada e alterada com as Leis 18/2003, 19/2012 e 78/2015)

 Artigo 15º – Requisitos das Publicações

 1- As publicações periódicas devem conter, na primeira página de cada edição, o título, a data, o período de tempo a que respeitam, o nome do diretor e o preço por unidade ou menção da sua gratuitidade.

2- As publicações periódicas devem conter ainda, em página predominantemente preenchida com materiais informativos (ficha técnica), o número de registo do título, o nome, a firma ou denominação social do proprietário, o número de registo de pessoa coletiva, os nomes dos membros do conselho de administração ou de cargos similares e dos detentores de 5% ou mais do capital da empresa, o nome do diretor, dos diretores-adjuntos e subdiretores, o domicílio ou a sede do editor, impressor e da redação, a tiragem, bem como o estatuto editorial ou a remissão para uma página na internet onde o mesmo esteja disponível.

3- As publicações não periódicas devem conter a menção do autor, do editor, do número de exemplares da respetiva edição, do domicílio ou sede do impressor, bem como da data de impressão.

4- Nas publicações periódicas que assumam a forma de revista não é obrigatória a menção do nome do diretor na primeira página.

No que se refere aos requisitos das publicações (Artº 15º da lei de imprensa) chamamos a atenção para o seguinte:

A partir de 27out2015 (Lei 78/2015 – artº 19º), passou a ser obrigatório manter na ficha técnica, em todas as edições (papel ou online), as informações mencionadas acima, incluindo o estatuto editorial (ou remetendo-o para a página da internet da publicação onde o mesmo se encontra impresso). O não cumprimento destas obrigações pode originar elevadas coimas e/ou a suspensão da publicação pela ERC.

Assimdevem verificar se todas as informações mencionadas acima, constam da ficha técnica das Vossas publicações e, caso existam alguns elementos em falta, deverão proceder à sua alteração na publicação e preencher o Requerimento para Averbamento de alterações do Registo ou Anotação de Publicações Periódicas, constante da página da ERC: www.erc.pt / registos e enviá-lo para Esta Entidade (ERC) com os elementos que se encontrem em falta.

(O Artº 16º foi revogado pela Lei 78/2015, de 29 de julho)

 Artigo 17º – Estatuto Editorial

2- O estatuto editorial é elaborado pelo diretor e, após parecer do conselho de redação, submetido à ratificação da entidade proprietária, devendo ser inserido na primeira página do primeiro número da publicação e remetido, nos 10 dias subsequentes, à Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC).

3- Sem prejuízo do disposto no número anterior, o estatuto editorial é publicado, em cada ano civil, conjuntamente com o relatório e contas da entidade proprietária. (Enviar para ERC)

4- As alterações introduzidas no estatuto editorial estão sujeitas a parecer prévio do conselho de redação, devendo ser reproduzidas no primeiro número subsequente à sua ratificação pela entidade proprietária e enviadas, no prazo de 10 dias, à ERC.

Obs: Informamos, que a Lei de Imprensa, prevê nas alíneas a) e c) do número 1 do seu artigo 35º, a possibilidade de aplicação de coimas pela inobservância das disposições referidas, e dado que:

Houve alterações significativas com a publicação recente de alguns Dec. Leis, nomeadamente a Lei 78/2015 de 29 de julho, em vigor a partir de 27out2015, aconselhamos a consulta do site da ERC: www.erc.pt ou obter informações por telefone, para esclarecer dúvidas, sobre o envio/comunicação das informações contidas nesta lei, para não ser apanhado de surpresa.

Alertamos para o seguinte:

  • Deve comunicar à ERC todos os elementos constantes na Lei 78/2015, nomeadamente a informação referente aos Artºs: 3º, 4º, 5º e 11º. Após essa comunicação, tem até 10 dias úteis, para colocar esses elementos no site do jornal, ou na publicação (Artº 6º, nº 3, 4 e 5).
  • Para as obrigações que dizem respeito à Transparência dos principais meios de financiamento (Artº 5º e 16º), deve também consultar o “Regulamento” da ERC, aqui.
  • Destinatários: 1) “Todas as pessoas singulares ou coletivas, identificadas no artigo 6.º dos Estatutos da ERC, aprovados pela Lei n.º 53/2005, de 8 de novembro, e no artigo 2.º da Lei n.º 78/2015, de 29 de julho, que, sob jurisdição do Estado português, prosseguem atividades de comunicação social são obrigadas a comunicar à ERC os principais fluxos financeiros para a sua gestão”. 2) Não é aplicável às pessoas singulares ou coletivas que não estejam legalmente obrigadas a ter contabilidade organizada. 3) As publicações que pediram a isenção do registo, ao abrigo do Decreto Regulamentar nº 8/99, Artº 12º nº 1 a). (por não ser colocada à disposição do público em geral) Não precisam de enviar qualquer informação, dado que nos registos da ERC, essa publicação não existe.
  • Paralelamente às informações mencionadas acima, devem continuar a enviar para a ERC, nos primeiros 6 meses do ano, uma cópia em papel, que contenha impresso o estatuto editorial, bem como o relatório e contas da entidade proprietária (caso estejam registados na ERC e sejam obrigados a possuir contabilidade organizada), de acordo com o mencionado no Artº 17º nº 3 da Lei da Imprensa.

De acordo com o Regulamento, a comunicação dos fluxos financeiros, à ERC, deve ser feita anualmente (no mês de abril), através da plataforma digital:

Relatório anual de Governo Societário: As pessoas coletivas sob forma societária que, nos termos do disposto no n.º 1 do artigo 2.º, prosseguem atividades de comunicação social devem anualmente elaborar e enviar à ERC, até 30 de abril de cada ano, um relatório sobre as estruturas e práticas de governo societário por si adotadas, o qual inclua a seguinte informação: a) Estrutura do capital social; b) Titularidade dos órgãos sociais e atividades profissionais paralelas; c) Existência e descrição dos sistemas de controlo interno e comunicação de irregularidades quanto ao controlo dos meios de financiamento obtidos; d) Mecanismos relevantes de garantia de independência em matéria editorial.  (consultar o regulamento da ERC).

ERC – Entidade Reguladora para a Comunicação Social
Av. 24 de Julho, nº 58
1200-869 LISBOA
Telf. 210 107 000
Fax: 210 107 019

www.erc.pt  //  info@erc.pt

Em caso de dúvida, não hesitem em contactar a AIC.

(Informação enviada por e-mail a todos os associados em 18dez2015):

Caros associados,

Com votos de “Boas Festas”, vimos novamente chamar a V/atenção para as obrigações decorrentes da Lei da Imprensa, Lei 2/99, com alterações, introduzidas pela Lei 78/2015 de 29 de julho, em vigor desde 27 de outubro de 2015.

Juntamos em anexo, as informações que devem obrigatoriamente constar na “Ficha Técnica” das V/publicações, bem como as Leis mencionadas acima, para poderem consultá-las em caso de dúvidas.

Assim, de acordo com a entrada em vigor da Lei 78/2015, a 27out, devem obrigatoriamente:

1) Enviar todas as informações (contidas nos Artº 3º, 4º, 5º, 6º … a 11º ) e os fluxos financeiros (Artº 6º e 11º) à ERC (apenas a quem se aplicar e para quem esteja legalmente obrigado a ter contabilidade organizada);

2) Além das informações, descritas no Artº 15º da Lei da Imprensa, não esquecer de colocar também na ficha técnica, o “Estatuto Editorial”, em todas as edições da publicação, ou remeter essa indicação para uma das V/páginas da internet ou para a publicação digital (caso a possuam).

Exemplo: Ver “Estatuto Editorial” na página/site: www. ??? (Caso não possuam página/sitio eletrónico na internet, terão que o manter sempre impresso na ficha técnica da V/página em papel).

3) Devem no entanto, continuar a enviar para a ERC, durante os primeiros 6 meses do ano, uma cópia em papel, que contenha impresso o estatuto editorial, bem como o relatório e contas da entidade proprietária (caso sejam obrigados a possuir contabilidade organizada), de acordo com o mencionado no Artº 17º nº 3- da Lei da Imprensa.

Consulta Pública sobre o “Regulamento da Lei da Transparência” (Lei 78/2015)

Até 20 de janeiro de 2016, encontra-se na página da ERC: www.erc.pt, a consulta pública sobre o Regulamento da Transparência promovida por esta Entidade Reguladora, responsável pela aplicação das regras, quanto ao cumprimento das obrigações dos fluxos financeiros, da responsabilidade dos meios de comunicação social.

Este projecto de regulamento, tem por objetivo o cumprimento do disposto nos artigos 5.º e 16.º da Lei n.º 78/2015, de 29 de Julho, que regula a promoção da transparência da titularidade, da gestão e dos meios de financiamento das entidades que prosseguem atividades de comunicação social e foi discutido e aprovado no passado dia 18 de Novembro, pela ERC.

Podem ver o projeto de regulamento, bem como enviarem as V/sugestões/opiniões, na consulta pública que a ERC lançou, até 20jan2016, em: http://www.erc.pt/pt/fs/aviso

Obs: Dado que tivemos conhecimento de que ainda existem alguns associados que continuam a enviar correspondência para o ex-GMCS (antigo ICS), informamos de que esta Entidade deixou de existir e que agora toda a correspondência, relacionada com as obrigações decorrentes da lei de imprensa, devem ser enviadas para a ERC (regulador da imprensa), morada abaixo.

Morada da ERC:

Entidade Reguladora para a Comunicação Social

Av. 24 de Julho, nº 58

1200-869 LISBOA

Telef: 210 107 000 /017 // e-mail: info@erc.pt  // www.erc.PT

Caso tenham dúvidas contactem-nos.

A Direção da AIC deseja a todos “Um Feliz Natal e Ano Novo”

AIC – Associação de Imprensa de Inspiração Cristã

Av. do Colégio Militar, nº 28 – 9º Dto.

1500-185 LISBOA

Telef/Fax: 217 165 392

E-mail: aic@sapo.pt

http: www.aiic.PT

Mais informação DIGITAL

header

Nº 51 – 12jul2019

Nº 50 – 11jun2019

Nº 49 – 13mai2019

Nº 48 – 12abr2019

Nº 47 – 12mar2019

Nº 46 – 12fev2019

Nº 45 – 14jan2019

Nº 44 – 11dez2018

Nº 43 – 09nov2018

Nº 42 – 10out2018

Nº 41 – 10set2018

Nº 40 – 05jul2018

Nº 39 – 09mai2018

Nº 38 – 06abr2018

Nº 37 – 12mar2018

Nº 36 – 06fev2018

Nº 35 – 05jan2018

Nº 34 – 07dez2017

nº 33 – 07nov2017

nº 32 – 10out2017

nº 31 – 13set2017

nº 30 – 31jul2017

nº 29 – 06jul2017

nº 28 – 06jun2017

nº 27 – 09mai2017

nº 26 – 05abr2017

nº 25 – 06mar2017

nº 24 – 06jan2017

nº 23 – 06dez2016

nº 22 – 09nov2016

nº 21 – 06out2016

nº 20 – 16set2016

nº 19 – 06set2016

nº 18 – 26jul2016

nº 17 – 04jul2016

nº 16 – 06jun2016

nº 15 – 06mai2016

nº 14 – 27abr2016

nº 13 – 05abr2016

nº 12 – 07mar2016

nº 11 – 16fev2016

nº 10 – 25jan2016

nº 9 – 05jan2016

nº 8 – 01dez2015

nº 7 – 06nov2015

nº 6 – 16out2015

nº 5 – 08out2015

nº 4 – 21set2015

nº 3 – 03set2015

nº 2 – 30jul2015

nº 1 – 03jul2015